Buscar

Como ter engajamento e interação no ensino remoto? É possível?

Você se sente angustiado com os alunos com câmeras desligadas... já sentiu sintomas de solidão online.... tem dúvidas se seus alunos estão interessados no conteúdo… Gostaria que os alunos participassem ativamente das aulas, mas não sabe o que poderia fazer? Se você respondeu sim, este artigo pode te ajudar.






No ensino digital, o professor é o responsável por criar e manter a comunidade de aprendizagem ativa. Isso inclui ter acesso constante aos alunos, incentivar, mediar, problematizar, interagir, informar, dentre outros fatores, estas são algumas das ações que precisam ser realizadas e que devem englobadas nas ações educativas propostas.


Neste artigo, vamos falar sobre um dos maiores desafios no ensino remoto, interagir e engajar o aluno nas aulas online.


Interação:

De acordo com Mattar (2014), os tipos mais comuns de interação na EAD são 1- Aluno-conteúdo; 2- Aluno professor; 3- Aluno-Aluno; 4- Auto Interação; 5- Aluno-Outros; 6- Aluno-Ambiente; 7- Aluno-Interface; 8- Aluno-Ferramentas.


Todos estes tipos de interações sugerem formas distintas de se relacionar e também tipos de atividades de aprendizagem autênticas.


No ensino remoto todas estas interações são possíveis e acontecem em ambiente virtual e por isso em razão da distância física, manter uma comunicação direta e eficaz, é fundamental para garantir a qualidade do ensino.


Papel do professor:

É importante manter o aluno participativo e ativo na aprendizagem. Para isso, você pode propor interações, exercícios e até mesmo atividades em que o aluno consiga expressar ou compartilhar opiniões, discussões, blogs e trabalhos em grupo realizados de forma simultânea durante as aulas.


Outra ideia é realizar atividades que o aluno seja ativo, em que ele tenha que pensar e refletir e gerar algum produto ou conteúdo sobre o tema e compartilhar com os outros colegas de turma.


Engajamento:

É manter o aluno envolvido e comprometido com seu aprendizado, um estudante que está engajado se interessa pelo que está aprendendo, interage e compartilha conhecimentos com seus colegas.


Papel do professor:

Incentivar o aluno no alcance dos objetivos de aprendizagem, acompanhar e dar suporte para conclusão das atividades, ser um mediador e acompanhar de perto o que o aluno está realizando, preocupando-se com eles e com seu sucesso.



Para alcançar maior interação e engajamento, uma dica é utilizar algumas ferramentas digitais para realização de atividades e acompanhar o aluno durante sua aprendizagem. Aí vão algumas opções:



Criar e compartilhar

Estimule o aluno a criar um diário virtual ou um jornal da disciplina com todo o conhecimento adquirido até o momento; para isso, é possível utilizar ferramentas que promovam ao aluno a pesquisa sobre o tema abordado, o desenvolvimento do conteúdo em formato de resumos, a prática de uma linguagem de fácil compreensão e a responsabilidade em manter esse diário sempre atualizado e compartilhado com os demais colegas.

Ferramentas digitais que podem ser usadas: Blogger e Google Sites.



Estimular a autonomia

Crie um canal no Youtube, em que os alunos possam apresentar experiências curtas realizadas nas suas casas ou no seu dia-a-dia, estimulando-os a desenvoltura na fala, a criação de roteiros e a habilidades para se expressar.

Ferramentas digitais que podem ser usadas: Google apresentações, YouTube.



Engajar e motivar

Utilize aplicativos ou softwares que facilitam a criação de quizzes ou jogos de pergunta e resposta sobre o conteúdo. Este tipo de atividade vinculada a estratégias de gamificação, com premiação ou rankeamento permite que o aluno desenvolva mais suas habilidades técnicas sobre o conteúdo e desenvolva novas habilidades sutis, como por exemplo, resolução de problemas complexos, tomada de decisão, com trabalho em equipe e dinamismo.

Ferramentas digitais que podem ser usadas: Google Forms, Quizizz, kahoot.



Espaços de aprendizagem e interação

Utilize sempre os momentos para estimular o compartilhamento de conhecimento dos alunos e suas experiências realizando estas atividades, que levarão o espaço da sala para dentro das próprias casas e proporcionarão momentos de estudo mais efetivos e troca de ideias entre os alunos com a publicação de conteúdos e materiais de curiosidades sobre o tema estudado.

Ferramentas digitais que podem ser usadas: Google Drive, Google Grupos, Google Classroom.



Atividades simultâneas e interativas

Realize atividades síncronas e crie momentos que possibilite a construção coletiva ideias, compartilhamento de conteúdo e trabalhos em que os alunos possam participar de forma simultânea durante as aulas.

Permite expressar suas ideias/opiniões sobre um determinado assunto, interagindo com outros usuários, compartilhando textos, fotos, áudios, vídeos e links.

Cada espaço colaborativo é chamado de "mural", podendo ser usado também como um quadro de avisos ou para publicações coletivas de trabalhos realizados

Ferramentas digitais que podem ser usadas: Padlet, Jambord, Miro, Mentimeter.





Referências:

Mattar, J. (2012). Tutoria e interação em educação a distância. São Paulo: Cengage Learning.

Mattar, J. (2014). Designer Educacional: educação a distância na prática. Cap: Designer de Interações. São Paulo: Artesanato Educacional.





Aline Ferreira Benet

Pedagoga, Especialista em educação nas organizações e Mestre em Tecnologias Educacionais. Designer Instrucional e consultora e-learning.

www.linkedin.com/in/alineferreirabenet


381 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Receba  informações sobre aulas e conteúdos por e-mail

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Pinterest Ícone
  • Ícone cinza LinkedIn