Buscar

Realidade Virtual e Realidade Aumentada: transformando as experiências de aprendizagem no ensino

Quando pensamos em Realidade Virtual (RV) e Realidade Aumentada (RA) logo já nos lembramos dos jogos, diversão e entretenimento, não é mesmo? Mas não se resume apenas a isso!


Desde os tempos mais antigos, o ser humano procurou representar a realidade em diversas formas, uma delas a pintura.


Contudo, com a evolução da tecnologia essas representações começaram a acontecer no mundo virtual também, surgindo então termos como Realidade Aumentada e Realidade Virtual.


A RA traz o mundo até você, traz uma realidade virtual para a realidade em que está no mundo físico.


Já a RV é imersiva, ou seja, ela recria a sensação de realidade, na maioria das vezes através da visão e da audição. Leva você para qualquer lugar do mundo, como se fosse tele transportado.


E quando há a junção dessas duas realidades chamamos de Realidade Mista.


E de que maneira essas realidades podem contribuir na educação?


Nas palavras de Gustavo Henrique Montesião, coordenador do laboratório do Centro Universitário Belas Artes, em São Paulo “Com o recurso de RV você ganha uma capacidade de comunicar experiências que não tinha antes. Cria empatia”.


Possibilitando aos alunos terem uma melhor performance no aprendizado, pois melhora:


1) a memorização - conteúdo digital imerso na vida real;

2) o engajamento - conteúdo apresentado de uma forma criativa;

3) a prática - torna o estudo mais interativo e dinâmico;

4) e a participação - alunos deixam de ser apenas ouvintes e ganham autonomia para debater.


E o investimento?


É claro que existem aplicativos e programas mais profissionais de RV, mas no dia a dia não é necessário um alto investimento para adicionar essas tecnologias as suas aulas. Existe o óculos oficial do Google, que custa em média R$ 20,00 reais, mas os alunos também podem fazer seus próprios óculos de RV.


Acima de tudo o essencial é o professor ter criatividade de usar essas tecnologias a favor da sua prática docente. O professor precisa acreditar na tecnologia como uma ferramenta de trabalho, um meio facilitador para a aprendizagem.



Quezia Leite


Profissão: Professora Particular de Inglês Online

Formação: Letras na PUC Campinas


LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/quezia-leite-89458318b/



0 visualização