Escola substitui punição por sessões de meditação.

June 19, 2018

Uma cabeça pensante, não pensou duas vezes em pensar em algo que muitos de nós nunca havíamos pensado antes. Talvez por questões culturais, ou  por falta de conhecimento no assunto, ou simplesmente por termos nos habituados a fazer sempre mais do mesmo. Pois bem, e essa cabeça pensante nos trouxe algo simples e incrível, como contribuição educativa.

 

Uma escola em Baltimore, nos Estados Unidos, implantou um projeto para seus alunos que substitui a punição por sessões de meditação. Os resultados foram incríveis, além do acolhimento, exploração da consciência do erro, estímulo à concentração e tranquilidade, houve melhora na relação entre alunos e diminuição na taxa de suspensão (ainda existe suspensão? para mim tão ultrapassado quanto a palmatória).

 

Esse projeto, implantado pela escola Robert Coleman em parceria com a ONG “Holistic Life Foundation”, chama-se “Mindful Moment Room” que em português significa “Sala do Momento de Meditação”. A idéia do projeto é estimular alunos com problemas de aprendizagem a diminuírem o ritmo, aumentarem o foco e acima de tudo refletirem sobre as atitudes disciplinares, o que se mostra mais interessante no projeto, é que tudo isso é feito de forma nada punitiva, o aluno não pode associar que essa atividade é uma punição, e sim uma forma de organização disciplinar que o leva ao crescimento psicossocial e emocional.

 

Alguma escolas no Brasil também utilizam a meditação como forma educativa para crianças, não como a escola de Baltimore que aplica a atividade somente para os indisciplinados, mas estende esse aproveitamento da “auto reflexão” a todos os discentes. O objetivo dessa prática é repousar a mente, quando ela está inquieta ou agitada. Por meio de exercícios apropriados, em um ambiente preparado é possível controlar o organismo, prestar atenção ao momento, descansar e acalmar o pensamento.

 

Os estudos sobre a meditação aplicadas em salas de aula não são tão novos, algumas pesquisas realizadas recentemente já apontam os benefícios dessa prática:

 

  • diminuição de ansiedade

  • aumento das habilidades sociais

  • melhoria no humor

  • maior autocontrole

  • diminuição do estresse percebido

  • diminuição do cansaço

  • melhoria na autoestima

  • menor número de faltas à escola

  • melhoria na memória

  • maior atenção

  • melhor processamento visio espacial

  • melhor comportamento dentro da escola

 

Enfim, diante dos diversos resultados positivos apresentados nas pesquisas realizadas com crianças e adolescentes sobre aspectos cognitivos e comportamentais, utilizando práticas meditativas, estas deveriam ser incorporadas ao ambiente escolar como uma ferramenta para, não só proporcionar um melhor aprendizado dos alunos, mas também possibilitar que estejam preparados para enfrentar os desafios cotidianos com clareza mental e tranquilidade.

 

Uma ótima idéia seria implantar essa prática no colégio em que você trabalha. Já imaginou estimular alunos a se concentrar, respirar fundo e olhar para dentro de si? Mas atenção, o processo de meditação, não deve ser o castigo que deixa o aluno ali sentado pensando no que fez. Existem formas práticas para aplicação dessa atividade, que medem o tempo, a respiração, a postura... tudo isso aplicado em um local preparado, arejado, com luzes calmas e som tranquilo, e sempre acompanhados de um instrutor que irá mediar a prática junto com os alunos.

 

Simplesmente fantástico.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A Transição da Educação e a Reinvenção da Prática em Sala de Aula

February 12, 2019

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procurar por tags