Ainda terei um PERSONAL EDUCATION TRAINING

March 14, 2019

Já aprendi utilizando tudo o que é tipo de “meio de educação”. Salas de aulas tradicionais,
escolas bem disciplinadas, escolas mal disciplinadas, treinamentos presenciais que duraram horas a meses, treinamentos via WEB, áudios, vídeos, fóruns, universidade EAD semi-presencial, ufa...

 

E como somos críticos educados, não podemos aceitar as coisas como elas estão e como sempre foram. Precisamos questionar e sugerir a mudança.
 

E a mudança que proponho é VIRAR A MESA. Pôr a educação de PERNAS PARA O AR.

Do AVESSO mesmo. Porque do avesso?
 

Porque precisamos começar a aprender do FIM para o COMEÇO.

 

 

Aprender na prática é bem mais efetivo. Chame de auto-didata, de aprendizado na marra, tentativa e erro, mas é aí que prendemos NA PELE. Então minha proposta para o

 

FUTURO DA EDUCAÇÃO consiste em colocar tudo na prática e então a teoria vem como a melanina com o sol batendo na pele: imperceptível e com uma sensação de lazer e cheiro de filtro solar.

 

A ESCOLA Na escola poderíamos ter TCCs anuais desde o ensino fundamental 1 até o médio. O ensino superior colocaria todo mundo para realizar um projeto REAL para a sociedade e/ou o mercado de trabalho, ano após ano. Isso preparará os alunos para uma transição mais amigável ao mercado de trabalho e mais motivada, pois já viram resultados ano após ano.


Já publiquei sobre os benefícios do esporte na formação profissional, treinando habilidades como team-work, foco, objetivo, cobrança, autoridade, vitórias, derrotas... De forma complementar ao aprendizado teórico, essas habilidades seriam desenvolvidas para todos os alunos com a realização de projetos, onde trabalhem como uma equipe, treinem, se desenvolvam e reportem resultados.

 

A CARREIRA, AGORA SIM!

 

Falei de uma idéia para a escola tradicional, mas o objetivo mesmo era chegar na carreira. Por que a CARREIRA? Porque precisamos ter a habilidade e a consciência de que aprender é para o resto da VIDA e se o conteúdo não for EFETIVO, CERTEIRO e PRÁTICO, rapidamente ficaremos loucos (como tenho me sentido as vezes).


São muitas ofertas, eu sei. MBAs, graduações, pós-graduações, cursos presenciais, online,
mistos, podcasts, vídeos, livros, Google, LinkedIn... Temos EVERESTs de informação disponível e democratizada, graças a Deus. Então recorro a primeira dúvida que desespera:

 

- POR ONDE COMEÇO? E DEPOIS?

 

Entendo então que a maior necessidade que teremos no futuro da educação para conseguirmos manter a motivação, a assertividade, o aprendizado contínuo e o melhor uso do tempo será a figura de um GUIA ou um GERENTE DE PROJETOS DE APRENDIZADO: O PERSONAL EDUCATION TRAINING.

 

O GUIA

Com tanta disponibilidade de excelentes cursos, conteúdo rico, pesquisas científicas avançadas e redes sociais democratizando tudo, precisamos do GUIA para nos levar do ponto que estamos para o ponto que desejamos estar. Esse GUIA nos mostrará o CAMINHO do que aprender, do que ler, de quem nos relacionarmos virtualmente para realizar O PROJETO. Então esse PERSONAL TRAINING de carreira vai nos conduzir na trajetória do desenvolvimento, do treino, ajustando quando necessário, planejando conteúdos e treinamentos gradativos.


“NÃO É UM COACH!!!”
O Personal Education Training conhece o aluno (atleta) e os treinamentos disponíveis
(exercícios). Então, propondo um PROJETO, que é o CAMINHO PERSONALIZADO do aluno,
iniciará com conteúdo para o primeiro movimento na nova trilha (sair do sedentarismo ou da estática do aprendizado).

 

Então, se um Personal Training te ajuda com as técnicas e EXERCÍCIOS FOCADOS E CERTEIROS buscando perder 12 quilos, ganhar disposição, melhorar a saúde e obter uma performance física desejada, o Personal Education Training te ajuda da mesma forma com CURSOS e CONTEÚDOS FOCADOS E CERTEIROS para encaminhar sua carreira a destinos planejados. E tudo na prática.

 

 

A PRÁTICA DO PROJETO

Selecionada e definida a TRILHA DO APRENDIZADO, o planejamento dos cursos, as sugestões de leitura, de conteúdo e network a participar, o Personal Education Training elabora (em conjunto com o aluno ou com exemplos) um projeto para ser executado DURANTE o aprendizado.
 

Como no evolução física, o aluno passa a executar as etapas e atividades conforme vai
aprendendo e vice-versa, tudo junto e misturado. Os entregáveis existem, mas não são provas.


São pontos de avaliação do plano (não do aluno) para ajustes e verificação de está no trilho.


Na conclusão do projeto, teremos um produto entregue à sociedade e um aluno (ou uma
equipe) feliz, desenvolvido e com experiência prática.

 

São sonhos de uma criança curiosa...
Podemos sonhar em ter um Personal Education Training?
Podemos sonhar em mudar de carreira ou ter uma em paralelo?

Podemos sonhar em aprender de forma inovadora, simplificada e certeira?
Os sonhos nos levarão bem mais longe.

 

 

 

 

Autor: Marcelo Motta Gato, casado, 3 filhos.
Especialista em Operações de Vendas, formado em Tecnologia da Informação.
Eterno leitor, compartilhador de conhecimento e de tudo o que faça o mundo melhor.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A Transição da Educação e a Reinvenção da Prática em Sala de Aula

February 12, 2019

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procurar por tags