Saiba porque a robótica se tornou uma das maiores inovações do ensino.

A Robótica pedagógica ou Robótica Educacional é vista no contexto educacional brasileiro como uma forma aplicada em diversas situações específicas de aprendizagem a partir de dispositivos robóticos integrados a outros recursos digitais.

 

Nesse contexto, ela pode ser entendida como processo de interação como dispositivo robótico (mecânico/eletromecânico) como forma de favorecer os processos cognitivos (d’Abreu e Garcia, 2010).

 

Além disso, a Robótica desenvolve a aprendizagem deste discente de forma multidisciplinar (disciplinas como matemática, física, química, geografia dentre outras) com estímulo à inteligência a criatividade ratificando ou refutando hipóteses ao construir o objeto de aprendizagem.

 

 

 

Dentre as habilidades que se desenvolve de forma lúdica de um aprendiz esperam-se vantagens como: a organização do raciocínio lógico, o trabalho colaborativo entre os participantes (cooperação), resolução de um problema atual e aprender a investigar a partir da manipulação de objetos concretos que é representada em quatro momentos: o conectar, o construir, o analisar e o continuar.

 

No primeiro momento, os discentes relacionam o tema da aula proposta com exemplos reais do cotidiano de modo a atribuir sentido significativo ao que será construído. No segundo momento, diz respeito a etapa da prototipagem. No terceiro momento, os aprendizes analisam o que foi feito nos quais eles observam, comparam e argumentam e aprofundam os seus conhecimentos elucidando o funcionamento do modelo e evidenciar a aprendizagem dos conteúdos e o último momento testam suas opiniões e ideias de soluções para o desafio proposto.

 

Esta forma aumenta a auto-estima dos discentes, o empoderamento que quando percebem  que conseguem criar algo a operar estes dispositivos robóticos dão acesso a outros usuários a terem a oportunidade de conhecerem estas inovações.

 

A utilização das TIC’s na educação se faz presente no contexto escolar onde docente e discente interagem os conteúdos escolares em busca de melhorias no processo de ensino-aprendizagem. Assim, como computadores, tablets e softwares, utilização da robótica tem acarretado melhorias no processo educativo.

 

A escola, nesse novo contexto social, não pode se desprender da evolução das tecnologias, de forma que a inserção da robótica no contexto escolar poderá estabelecer um novo tipo de conexão entre os alunos e os conteúdos da base curricular.

 

O papel do professor também teve uma alteração importante nos últimos anos, passando da função de transmissor de uma educação conteudista e tornando-se um facilitador de um aprendizado significativo aos alunos e seus contextos sociais.

 

Nesse novo contexto educacional a robótica surge como aliada da prática docente.

 

Em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, uma escola da rede pública municipal iniciou há 12 anos atrás um projeto de robótica. Mas engana-se quem acredita que a robótica envolve apenas a programação e desenvolvimento de competências voltadas a tecnologias.

 

A robótica, quando trabalhada de forma interdisciplinar, pode ser uma aliada no desenvolvimento de competências como leitura, interpretação textual e ainda auxiliar no desenvolvimento da capacidade motora; a exemplo o projeto realizado por essa escola em Porto Alegre, no ano de 2013, que interligou três oficinas existentes na escola: Robótica Educacional, Contação de Histórias e a Rádio Escolar.

 

Como proposta o projeto possibilitou que os alunos contassem as histórias selecionadas, que confeccionassem os personagens e objetos dessas histórias e construíssem um robô automatizado de um dos elementos da história. O resultado do projeto foi a elaboração de vídeos, produzidos e editados pelos alunos, que recontavam as histórias selecionadas.

 

 

A robótica educacional é muito recente no Brasil. A falta de investimento em tecnologias educacionais é um dos fatores que mais tem limitado o crescimento dos aprendizados e a ampliação da sua utilização como ferramenta na prática docente. 

 

Um exemplo desse contexto é a dificuldade encontrada pela equipe de robótica dessa escola municipal de Porto Alegre para participar do Mundial de Robótica Educacional, a RoboCup, realizado em 2018 no Canadá. Para realizar a viagem, os cinco integrantes selecionados, precisariam angariar um total de R$60.000,00 (sessenta mil reais). A prefeitura do município inicialmente se dispôs a pagar um terço dos recursos necessários, e após a divulgação da mídia local da dificuldade em conseguir o valor total a equipe conseguiu que a prefeitura disponibilizasse mais uma cota de apoio e a diferença foi patrocinada por um instituto e um parceiro privado. A equipe da escola pública participou na categoria OnStage, conhecida como dança de robôs, e foi premiada como melhor apresentação da modalidade.

 

Estamos vivenciando a Quarta Revolução Industrial, e tornou-se impossível desvincular a educação dessa transformação econômica e social. E a utilização de recursos tecnológicos nos processos educacionais é um dos caminhos possíveis para que a educação seja significativa nesses novos tempos. Mas é preciso que os professores, e instituições, tenham um novo olhar para o processo de ensino com a utilização de tecnologias, modernizando e integrando os recursos, tais quais a robótica, ao currículo diário, e não isolando-os a uma competência específica e um momento isolado.

 

 

 

 

Gabriela Gonchoroski

Especialista em Estudos Culturais, Cientista Social e docente no ensino superior.

https://www.linkedin.com/in/gabrielagonchoroski/

 

 

 

Sandro Augusto Marques 

Especialista em Educação Especial e Inclusiva

https://www.linkedin.com/in/sandro-marques-81183a13a

 

 

 

Referências: 

 

Página do Projeto Robótica Educacional. <https://roboticavillalobos.blogspot.com/?fbclid=IwAR2EcLDV_8Q9ahXU0BT8gm4lzOQGNhkW_PegOHOGIz8YO_SuXRZ4nD1YOkk>. Acesso em 03/09/2019.

 

VALENTE, José Armando. Prefácio. In: PAPERT, Seymour. LOGO: computadores e educação. São Paulo: Brasiliense, 1985. P.7-10.

 

D' ABREU , J.V.V e Garcia, M.F (2010) Robótica Pedagógica  e Currículo. In Workshop de Robótica Educacional WRE. Proceedings of the Joint Conference 2010 - SBRN-JNI. Workshops, São Bernardo do Campo,  São Paulo, Brasil.

 

www.revistaeducacao.com.br/ oqueearoboticaeducacionalequaisosganhosparaoaprendizado. Acesso em: 31 de Agosto de 2019.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A Transição da Educação e a Reinvenção da Prática em Sala de Aula

February 12, 2019

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procurar por tags