Buscar

O que você vê, lê e ouve também te forma!

Somos encharcados por uma enxurrada de informações diariamente.

A internet, então, é uma tempestade frenética de ideias, de dicas, de impressões, de experiências, de desafios, de desabafos, de narrativas sazonais ou ultisseriadas, de novelas mexicanas de conhecidos e desconhecidos, que acompanhamos direta ou indiretamente, propositalmente ou não.


E, mesmo sem querer, nos pegamos citando as palavras do Cortella numa conversa de almoço, ou utilizando aquele relato de um profissional de RH do Linkedin numa reunião de trabalho, incorporando o Kanban na rotina diária do escritório e até mesmo um planner na vida pessoal.





Sim, mesmo de maneira informal, sem grandes pretensões, somos impactados pela web: pelas entrevistas do Pondé no Democracia na Teia, pelas emonstrações excepcionais de marketing e gestão empresarial da Cacau Show na pessoa do Alê Costa, pelas dicas do Moran e sua expertise em Metodologias Ativas, pelas notícias do seu jornal predileto ou até mesmo pelas pílulas de sabedoria no feed de notícias dos amigos.


O mais legal disso tudo é o processo formativo.


Ele ocorre em doses homeopáticas, na sua cadeira de casa ou na poltrona do consultório do dentista (que sempre atrasa!).


Ele ocorre mesmo quando você diz que não está fazendo nada, só stalkeando a vida dos outros nas redes sociais. E mesmo assim você está sendo lapidado, complementado por informações, produzindo conhecimento.


A questão é que todos nós somos impactados, de forma consciente ou inconsciente, implícita ou explícita, pelo que vemos, ouvimos e lemos, e aqui, especificamente, falo da internet.


Você está sendo formado por todas essas informações, pelas impressões dos outros, pelas experiências dos colegas, pelas listas de dicas das celebridades.

E sem perceber você é modificado; você ajusta sua fala em detrimento do que leu, você cita exemplos partir do que viu, você se comporta a partir de ideias que ouviu.


Mas, como você filtra essas informações? Como você seleciona o que é bom e o que não é para você? Como você canaliza seus esforços e tempo gasto na web para sua formação pessoal e profissional?


Há muitas receitas de bolo por aí, mas nem sempre o bolo em si é bom o suficiente para matar a fome, para dispender tempo para montar a mesa de um café e partilhá-lo com os amigos.


A internet está cheia de “10 livros para você ser mais inteligente”, “5 passos para se tornar CEO de uma empresa”, “7 chaves para ser um profissional de sucesso”, “3 obstáculos a superar para tornar-se um vencedor” e mais “8 degraus para tornar-se rico”.


Cuidado para não tornar-se vítima das listas intermináveis de sabedoria de botequim, ou até ser o próprio vilão que as elabora diariamente.


Alimente-se dos conteúdos da internet com aquilo que te faz crescer de verdade, e não a falsa sensação de torna-se melhor a cada dia só por compartilhar frases bonitas e reacionárias de Martin Luther King.


Você não precisa de alguém que massageie seu ego, mas de alguém que aponte quem você é e, principalmente, quem você pode se tornar a partir das suas próprias potencialidades e não as dos outros.


Busque fontes variadas de conhecimento, pessoas que pensam como você e pessoas que discordam veemente de seu posicionamento político, por exemplo. Estas são ótimas oportunidades de você rever seus conceitos, reestabelecer sua lógica de pensamento e até mesmo confirmar hipóteses.


É importante ter foco nos conteúdos que consome virtualmente, mas também é uma bela catarse buscar coisas nunca antes exploradas em sua jornada pessoal e profissional. Aprofundar-se no conhecido é essencial; desafiar-se em novos caminhos é viver!

Nós, do Projeto Multiplique, queremos partilhar com você aquilo que tem nos formado, que tem nos desafiado, que tem nos moldado de maneira especial.

São ganhos diários em nossa formação pessoal e profissional, que nos impactam enquanto seres humanos que possuem obrigações e responsabilidades, desejos e vontades, limites e possibilidades, que precisam ser descobertas, exploradas e aperfeiçoadas constantemente.


Sim, estamos sendo formados e queremos dividir com você o que têm nos lapidados nesses últimos tempos.


Enquanto participantes do Projeto Multiplique, também estamos em pleno desenvolvimento e formação, em processo de modelagem, para a profissão e para a vida, e é um pouco dessas referências que queremos multiplicar agora com você:


José Motta Filho – com vasta experiência em educação, seja como docente, coordenador, diretor e aluno, atualmente é Diretor de Educação da SiliconValley.com.br, Community Connector da Singularity University (Curitiba Chapter), além de acumular outros cargos e funções por aí, compartilhando conhecimento em Metodologias Ativas de Ensino, Tecnologias Educacionais Emergentes e por aí vai.


Janaína Mourão – além de professora do Ensino Superior e Coordenadora Pedagógica, ela é responsável pelo Educaethos, uma escola de formação humana para professores, com cursos presenciais e online.


Emilly Fidelix – criadora do “Se liga, prof!”, com conteúdo rápido, prático, numa linguagem leve e humorada. Você pode acessá-lo pelo site ou canal no Youtube.


Marcelo Gato – atua na promoção de tecnologias e soluções que tornam a vida simples, objetiva e multiplicadora de felicidade. Seu trabalho é potencializar capacidades ao aplicar técnicas e estratégias da Ciência da Felicidade.


Leila Ostoyke – ela é uma professora empreendedora, com dicas bacanas do mundo do empreendedorismo digital, especialmente para professores. O seu site, Professora Empreendedora, tem conteúdos muito atuais. Quer unir paixão com rentabilidade? Então siga-a!


Maker Muse/ 3d Printing Nerd/ – tem interesse em impressão 3D? Então você precisa conferir estes canais, bem atualizados com instruções e dicas práticas de uso de recursos do hardware da impressora ou dos softwares utilizados.


Mercado EaD – empresa comandada pela Carol Savioli, que tem como missão ajudar educadores a compreender conceitos e aplicar estratégias da educação modernas. Vale a pena conferir os cursos ofertados, os artigos publicados e as dicas diárias que a Carol compartilha.


Democracia na Teia – o filósofo e professor Luiz Felipe Pondé conversa com diversas pessoas sobre mídias sociais, comportamento, política e sociedade. Todo domingo tem vídeo novo no Youtube.


Desafio você a sair da sua zona de conforto e experimentar algumas dessas fontes de conhecimento e informação, relevantes e gratuitas, que provém do espaço virtual colaborativo que se constrói diariamente.

Compartilhe conosco também o que tem lido, visto e ouvido, e que tem auxiliado em sua formação pessoal e profissional.

Multiplique aqui!




Cristiane Silveira Cesar de Oliveira

Especialista em Educação a Distância e Neuropsicopedagogia

Coordenadora de Design Educacional Telesapiens

https://www.linkedin.com/in/cristiane-cesar-oliveira/


59 visualizações

Receba  informações sobre aulas e conteúdos por e-mail

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Pinterest Ícone
  • Ícone cinza LinkedIn